Google+ Followers

Total de visualizações de página

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

Dupla executa três pessoas e fere duas em Canaã dos Carajás





A Polícia Civil está investigando para identificar e prender dois pistoleiros que executaram com disparos de arma de fogo três pessoas e feriram outras duas. A chacina ocorreu no início da noite de sexta-feira (10) por dois meliantes que estavam de capacete numa motocicleta, em Canaã dos Carajás.
A primeira vítima fatal foi Robson Silva Santos, 26 anos de idade, morto com disparos de arma de fogo na cabeça, por volta das 19h20, em frente à residência localizada na Rua Mogno nº 370, Bairro Estância Feliz, Canaã dos Carajás. Robson Santos tinha duas passagens pela polícia.
A segunda vítima foi Bruno de Oliveira Adriano, 20 anos, assassinado também com disparos de arma de fogo na cabeça, por volta das 19h45, na Rua José Pereira Costa, Bairro João Pintinho.
O adolescente Ednilson Eduardo Araújo Lopes, de 15 anos de idade, foi a terceira vítima assassinada por disparos de arma de fogo na cabeça, por volta das 20 horas, na Av. Brasil, Bairro Novo Brasil I.
As outras duas pessoas que sofreram atentado são Lucas Ribeiro de Jesus, 15 anos de idade, atingido de raspão por disparos de arma de fogo na cabeça, por volta das 19h30, na Rua Pedro Trindade, em frente ao Clube Samambaia, Bairro dos Maranhenses; e Cleuton da Silva Pires, 19 anos, por raspão de disparos de arma de fogo na cabeça, por volta das 20 horas, na Rua Círio de Nazaré, próximo à casa nº 1, Bairro Estância Feliz.
Segundo apurou o delegado Fabrício Andrade junto às vítimas que sobreviveram ao atentado, os criminosos as abordaram com a pergunta: “Vocês já foram presos?”. Mesmo negando, as vítimas eram alvejadas com tiros.
O delegado afirma que o disparo em dois homicídios poderia ser de uma mesma arma, já que os estojos de bala seriam idênticos, mas esta confirmação só será possível após análise científica.
As investigações começaram a ser feitas pelas imagens das câmeras de videomonitoramento da cidade e depoimentos das testemunhas e vítimas. “Este crime não ficará impune”, afirma o delegado Fabrício Andrade. (Wemerson Araújo/Waldyr Silva)

FONTE : DIEGO GAMA NOTÍCIAS


Nenhum comentário:

Postar um comentário